Logo



Posts Recentes

4 de dez de 2013

Resenha: A Hospedeira


Editora: Intrínseca LTDA
Autora: Stephenie Meyer
Páginas: 557

Sinopse: Melanie Stryder se recusa a desaparecer. Nosso planeta foi dominado por um inimigo que não pode ser detectado . Os humanos se tornaram hospedeiros dos invasores: suas mentes são extraídas, enquanto seus corpos permanecem intactos e prosseguem suas vidas aparentemente sem alteração. A maior parte da humanidade sucumbiu a tal processo.
Quando  Melanie, um dos humanos "selvagens" que ainda restam, é capturada, ela tem certeza de que será o seu fim. Peregrina, a "alma" invasora designada para o corpo de Melanie, foi alertada sobre os desafios de viver dentro de um ser humano: as emoções irresistíveis, o excesso de sensações, a persistência das lembranças e das memórias vívidas. Mas há uma dificuldade que Peregrina não esperava: a antiga ocupante de seu corpo se recusa a desistir da posse de sua mente.
Peregrina investiga os pensamentos de Melanie com o objetivo de descobrir o paradeiro dos remanescentes da resistência humana. Entretanto, Melanie ocupa a mente de sua invasora com visões do homem que ama: Jared, que continua a viver escondido. Incapaz de se separar dos desejos do seu corpo, Peregrina começa a se sentir intensamente atraída por alguém a quem foi submetida por uma espécie de exposição forçada. Quando os acontecimentos fazem de Melanie e Peregrina improváveis aliadas, elas partem em uma busca incerta e perigosa do homem que ambas amam. 



É um livro de ficção científica que não parece ficção científica - é sobre um triângulo amoroso com apenas dois corpos. O que mais gostei neste livro foi de explorar o amor de ângulos tão diferentes. O amor pela comunidade, pelo próprio "eu", pela família - o amor romântico e o amor platônico.
 — Stephenie Meyer
A hospedeira corresponde ás expectativas de sua fama: combina ficção científica e romance de uma forma que nunca deu tão certo.
— Library Journal
Com cenas inesquecíveis e perturbadoras que apontam questões fascinantes sobre a distinção entre a essência da humanidade e seu corpo físico, é uma leitura arrebatadora.
— Booklist
 Um Thriller de ficção científica atormentador.
— Publishers Weekly

É uma grande honra fazer resenha da A hospedeira, assisti o filme não faz muito tempo e é incrível,  quem não assistiu recomendo que assista porque é extraordinário, tipo assim perfeito mesmo e no final lagrimas desceram, não fui forte o suficiente para conter as lagrimas. Mas vamos falar do livro, não li ele todo porque ele não me pertencia e sim era da minha amiga e agradeço muito por ela ter me emprestado mas as ferias então chegando e não sabia quando iria ver ela de novo então preferir entregar , o começo do livro achei meio tedioso mas se eu não me engano parei no capitulo 16 e ja estava começando a ficar interessante, não posso falar de como é depois daquele capitulo mas se for como o filme pode ter certeza que é espetacular então recomendo a todos a lerem e claro ver o filme também. A historia é de um triangulo amoro so que com 2 corpos, mas no final isso acaba mudando, a Peregrina se apaixona pelo cara que praticamente quis mata-la, mas a Melanie não deixa ela viver esse amor até porque é claro a Peregrina estava no corpo da Melanie , o final ? bom não vou da esse gostinho para vocês, so sei que vocês não vão se arrependerem .... 

2 comentários:

  1. Concordo.. eu amei o livro e achei que o filme foi muito bem feito.
    Eu li o livro todo...rsrsr Assim que acabei a saga Crepúsculo, corri e comprei a Hospedeira! (Devoradora o/ )
    Bjs,
    Marissa
    http://cladoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu to doida para ler ele todo , vou pegar ele de novo com minha amiga pra ler *--*

      Excluir