Logo



Posts Recentes

31 de jan de 2014

Resenha: Um gato de rua chamado BOB


Editora: Novo Conceito
Autor: James Bowen
Páginas: 234

Sinopse: É uma tarde de outono em Covent Garden, Londres. Trabalhadores correm para o almoço, turistas brotam de todos os laços e clientes entram e saem das lojas. No meio de tudo isso está um gato. Usando um vistoso lenço Union Jack em volta do pescoço e cercado por uma multidão de 30 espectadores de boca aberta , Bob, o gatinho cor de laranja, sorri - é, sorri - timidamente.  Próximo a ele, está seu dono , James Bowen, com seu violão surrado, cantando músicas do Oasis. Então, ele para de tocar e se abaixa para Bob "Vamos, Bob, cumprimente!", diz. Bob mexe os bigodes, levanta uma pata e a estende para James. A multidão assobia. Não é todo dia que se vê um gato sentado, calmamente, no centro de Londres, aparentemente sem se abalar com o barulho das sirenes, os carros passando e todo aquele movimento - mas Bob não é um gato comum ...



Gente se preparem que essa resenha sera imensa, porque esse livro é incrível e me apaixonei por ele e não é apenas pelo fato de eu ser uma amante de gatos, mas é que o livro é realmente fantástico e vale muito a pena ler. O livro é uma historia real, é a historia do próprio autor. James nasceu na Inglaterra mas vivia uma vida nômade digamos assim, pelo fato de ja ter se mudado varias vezes, assim impedia que ele tivesse uma relação com as pessoa, fizesse amigos pelo fato também de não se adaptar no ambiente escolar, sofria bullying na escola, no livro ele fala também que uma vez os garotos tacaram pedra nele, simplesmente cortou meu coração ao ler isso. Na fase de adolescente ele virou um jovem rebelde, jovem problema, começou a usar drogas e varias vezes a mãe ja prendeu ele no quarto para impedir dele fugir, mas ele sempre dava seu jeito. Um tempo depois recebeu um diagnostico de TDA/H, esquizofrenia e distúrbio bipolar. Depois de um tempo ele se mudou para da casa da irmã mas como foi expulso, digamos assim, ele começou a viver nas ruas e a partir dai começou a usar heroína, ele tinha um sonho de ser musico, formou uma banda, lançou discos mas não deu muito certo, em uma parte do livro ele diz que todos nós recebemos segundas chances mas as vezes não sabemos aproveitar ou nem a vemos, assim como ele que recebia todo dia uma segunda chance mais não aproveita por estar "morto". Depois de um tempo ele começou a lutar contra esse vicio  das drogas assim frequentado o centro de apoio, ganhava a vida tocando nas ruas. Uma vez voltando para casa encontrou um laranjinha na porta do apertamento de um cara, estava ferido, e foi assim que começou a relação entre os dois, no outro dia o laranjinha estava no mesmo lugar e ele acabou pegando ele pra cuidar, mas depois de 15 dias ee resolveu deixar ele ir achando que tivesse um dono, mas o gato não quis abandonar e assim aos poucos foi surgindo um grande amor paternal por parte dele. Os dois passaram por varias aventuras, e assim mostrando que quando existe amor nada pode separar-los. O gato simplesmente salvou a vida do James fazendo que ele se livrasse totalmente do vicio e virando "humano" novamente. A historia dos dois é incrível e muito emocionante, e se vocês quiserem saber sobre aventura dois dois tem que ler o livro e garanto que não vão se arrepender, porque vale muito a pena. O livro tem uma continuação que chama "O mundo pelos olhos de BOB" que quero muito ler, e pode ter certeza que quando eu ler faço a resenha para vocês *-*

"Quando chegamos ao ponto de cruzamento na estrada Tottenham High, Bob fitou-me como se dissesse: 'Vamos lá, você sabe o que fazer agora' - e eu coloquei sobre meus ombros. Logo estávamos no ônibus , com Bob assumindo sua posição favorita, a cabeça pressionada contra o vidro. NÓS ESTÁVAMOS NA ESTRADA NOVAMENTE"

Um gato de rua chamado BOB é uma história comovente e edificante que toca o coração de quem a lê.

"Um Best-Seller, certamente, que apresenta uma comovente história de amizade e, ao mesmo tempo, oferece uma visão sobre a injustiça da vida nas ruas, tantas vezes frustantes e tantas vezes afirmativa"   _ THE LONDON TIMES

"Era só uma questão de tempo até que Bob começasse a dar autógrafos ... "  _ THE BOOKSELLER 


"Dai eu me pergunto se o fato de não perguntar não seria simplesmente produto da minha covardia ilimitada."


“A forma como algumas pessoas tratam seus animais de estimação realmente me enoja."

“Há uma citação famosa que li em algum lugar. Ela dize que recebemos segundas chances a cada dia de nossas vidas. Elas estão ali para serem agarradas, só que não costumamos agarrá-las."


Gente espero que vocês tenham gostado, ficou um pouco grande mas vale muito a pena ler, no próximo post estarei falando sobre o autor porque a historia dele é incrível e se eu escreve-se mais aqui ninguém ia ler rs 


4 comentários:

  1. Deve ser muito bom esse livro, e meio triste também, mas já quero ler! Gostei da resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu não achei ele "triste" tipo ele fala mt da sua vida e tal mas é passado, ele da a volta por cima e tal, acho ele emocionante e é muito lindo , perfeito mesmo, vc vai amar

      Excluir
  2. Esse livro realmente é muito interessante! Eu amo animais, meu namorado tem duas gatinhas linda! Seu blog é um amor!! To seguindo!!

    http://katdreamin.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ele é perfeitamente perfeito kk eu tbm amo animais , alias amo gatos , tenho 1 so , ja tive varios durante toda minha vida , mas agora to de volta com meu filho kk aah obrigada , irei ver o seu *--*

      Excluir