Logo



Posts Recentes

27 de mai de 2015

Resenha: Libertinagem

foto:googleimagens
Editora: Nova Fronteira
Autor:  Manuel Bandeira
Páginas: -

Sinopse: Obra publicada em 1930, Libertinagem é composta por trinta e oito poemas. Embora comporte características da primeira geração modernista, como o humor, os versos livres e brancos, a linguagem mais coloquial e o cotidiano, o toque especial do poeta faz-se presente em todos os poemas: a simplicidade. A simplicidade é um elemento importante no estilo de Bandeira. Ela é responsável pelo refinamento dos poemas - abordar o simples é que é difícil - e chega ao primarismo sentimental, sem resvalar na vulgaridade ou no pieguismo. Libertinagem é, portanto, a novidade, o erotismo, a musicalidade, a força de imagens, o cunho biográfico, a paixão pela vida e a visão da morte, a infância, a pureza, a crítica, a liberdade, a saudade, o amor, a alegria, a tristeza, a evasão, a solidão.
                                             fonte: http://vestibular.uol.com.br/resumos-de-livros/libertinagem.htm


Achei interessante falar um pouco desse livro para vocês, praticamente fui obrigada a ler para uma prova na escola e achei interessante, é um livro modernista ou seja não tem aquelas rimas perfeitas, pontuações ou um texto/poema logico, resumindo, os poemas é meio sem sentido, começa no pé e termina na cabeça, porém, admitindo aqui os poemas chega ser mais criativo do que uns modernistas por ai rs. Esse livro é muito importante pra quem vai prestar vestibular assim como outros que prometo estar resenhando para vocês (que eu já li e esqueci), pois cai algumas questões do livro. No livro, em algumas poemas ele praticamente conta alguma parte da sua vida de uma forma engraçada. Tende a tratar de assuntos cotidianos, como o amor, a família, a infância, a morte, a saudade entre outros. O livro seria seu diário intimo. Ele usa a linguagem coloquial. Enfim, não da pra resumir o livro pois são poemas. Quem vai prestar vestibular e esse livro está na lista, leia o livro é interessante, depois procure um resumo mais aprofundado, vale a pena ler, além de passar para você informações bem interessantes. Confira alguns poemas. 


POEMA TIRADO DE UMA NOTÍCIA DE JORNAL


João Gostoso era carregador da feira-livre e morava no morro da Babilônia num
num barracão sem número
Uma noite ele chegou no Bar Vinte de Novembro
Bebeu 
Cantou
Dançou
Depois se atirou na Lagoa Rodrigo de Freitas e morreu afogado.



IRENE NO CÉU



Irene preta
Irene boa
Irene sempre de bom humor.



Imagino Irene entrando no céu:
- Licença, meu branco!
E São Pedro, bonachão:
- Entra, Irene, você não precisa pedir licença.




PNEUMOTÓRAX



Febre, hemoptise, dispnéia e suores noturnos.
A vida inteira que podia ter sido que não foi.
Tosse, tosse, tosse.



Mandou chamar o médico:
- Diga trinta e três.
- Trinta e três... trinta e três... trinta e três...
- Respire.



- O senhor tem uma escavação no pulmão esquerdo e o 
pulmão direito infiltrado.
- Então, doutor, não é possível tentar o pneumotórax?
- Não. A única coisa a fazer é tocar um tango argentino.



POÉTICA



Estou farto do lirismo comedido
Do lirismo bem comportado
Do lirismo funcionário público com livro de ponto expediente 
protocolo e manifestações de apreço ao sr. diretor.



Estou farto do lirismo que pára e vai averiguar no dicionário o 
cunho vernáculo de um vocábulo
Abaixo os puristas



Todas as palavras sobretudo os barbarismos universais
Todas as construções sobretudo as sintaxes de exceção
Todos os ritmos sobretudo os inumeráveis

Estou farto do lirismo namorador
Político
Raquítico
Sifilítico
De todo lirismo que capitula ao que quer que seja fora de si mesmo.

De resto não é lirismo 
Será contabilidade tabela de co-senos secretário do amante exemplar com cem modelos de cartas e as diferentes maneiras de agradar às mulheres etc.

Quero antes o lirismo dos loucos
O lirismo dos bêbados
O lirismo difícil e pungente dos bêbados
O lirismo dos clowns de Shakespeare



- Não quero mais saber do lirismo que não é libertação.


O que acharam ? Alguma vez já tinha lido ? Espero que gostem, qualquer coisa só comentar. Beijos !



Nenhum comentário:

Postar um comentário